CEAA - Centro de Estudos Arnaldo Araújo

Grupo de Investigação

Estudos de Arquitectura

Entendendo a teoria, a crítica, a história e a prática como campos diferenciados se bem que interligados de conhecimento este grupo tem vindo a desenvolver investigação, tanto fundamental como aplicada, no campo da Arquitetura, aqui entendida em sentido lato, tendo em 2018 redefinido as suas áreas de trabalho dominantes. Estas áreas, não sendo exclusivas, constituem, no entanto, os principais eixos de trabalho do grupo.

 

PRINCIPAIS EIXOS DE INVESTIGAÇÃO PARA 2018-2022:

Arquitetura, Território e Paisagem - Coord: Alexandra Trevisan e Isabel Matias

Área centrada nos legados físicos e nas suas múltiplas implicações, com especial incidência no caso português e na realização de estudos comparativos a nível internacional. Aqui se enquadram projetos no campo da história e do património arquitetónico, urbano e paisagístico, mas também uma vertente de investigação aplicada com resultados efetivos ao nível da elaboração de propostas concretas de intervenção. Integra os projetos MODSCAPES, Plano de Paisagem de Terras de Coura e Observatório da Paisagem, atualmente em curso.

Relações Fortes - Coord: Maria Helena Maia e Rute Figueiredo

Área centrada no legado teórico-crítico e na exploração de prespetivas cruzadas, tem por objetivo estudar o contributo da teoria e da critica portuguesas para a cultura arquitetónica internacional.  Na investigação e estudo desta produçãode serão usados novos métodos e instrumentos, tais como social network analysis e metodos qualitativos de análise. A relação entre a teoria e a prática projectual será igualmente um dos campos a explorar.

Arquiteturas Dramáticas - Coord: Josefina Gonzalez Cubero e Jorge Palinhos

Pretende-se contribuir para a construção de um corpo teórico baseado em argumentos comuns entre a arquitetura e as artes performativas - como é o caso dos problemas espaciais e da utilização da luz como instrumento projetual - além de estudos de caso e leituras das experiências arquitetónicas, cénicas, dramatúrgicas e performativas. Esta área integra investigadores das áreas de Arquitetura e de Teatro. Estes últimos trabalham também aqui o seu território próprio.