CEAA - Centro de Estudos Arnaldo Araújo

Grupo de Investigação

Arte e Estudos Críticos

O Grupo de investigação em Arte e Estudos Críticos, constituído em 2013, desenvolve investigação sobre as práticas artísticas contemporâneas, com particular incidência no território das artes visuais e nas intersecções que estas estabelecem com outros campos epistemológicos.

O carácter multidisciplinar da pesquisa constitui o nosso princípio orientador, da mesma forma que o horizonte temporal da investigação que praticamos se subtrai a categorias e convenções cronológicas.

Optimizar o diálogo entre investigadores, críticos, curadores, artistas e estruturas do campo da arte, promover a produção teórico-crítica, a investigação aplicada e a prática expositiva constituem  os objectivos a privilegiar.

 

PRINCIPAIS EIXOS DE INVESTIGAÇÃO PARA 2018-2022:

Europa - Coord: Eduarda Neves

A Europa tem sido objeto de complexos debates, no domínio dos quais alguns artistas têm sido chamados a participar, questionando tanto a reorganização política do Pós - II Guerra, as decisões políticas recentes, ou o mapeamento artístico sustentado em estratégias de geopolítica em contexto global. A partir deste enquadramento crítico, propomo-nos investigar as múltiplas aproximações críticas em torno das representações da Europa que tivemos, temos ou queremos vir a ter e que configuram algumas das discussões.

O Filme na Arte Contemporânea - Coord: Nuno Faleiro Rodrigues

Propomos explorar vários territórios de investigação enquadrados na relação entre o filme e a arte contemporânea. Assim, apresentamos como possíveis linhas de exploração: O cinema na arte contemporânea e a arte contemporânea no cinema; cinema, filme e práticas artísticas; cinema expandido e campo expandido.

Trajectórias Sul-Sul - Coord: Juan Luís Toboso

Partindo de práticas estéticas e políticas situadas na noção de SUL, não apenas como enquadramento geográfico, mas como perspetiva estética dissidente dos circuitos dominantes de produção cultural, esta área de investigação visa estudar a perceção do espaço e do corpo nas artes a partir da sua condicionante social e política no contexto Ibero-Americano. Através de múltiplos itinerários, percorreremos arquivos, museus, instituições, coletivos, investigadores, artistas e movimentos sociais.